AMPHIBIAWEB
Hypsiboas beckeri
Perereca-de-pijama
family: Hylidae
subfamily: Hylinae
 
Species Description: Caramaschi and Cruz 2004;Faivovich J, Haddad CFB, Garcia PCA, Frost DR, Campbell JA, Wheeler WC 2005 Systematic revision of the frog family Hylidae with special reference to Hylinae: phylogenetic analysis and taxonomic revision. Bull Amer Mus Nat Hist 294, 240 pp

© 2009 Mario Sacramento (1 of 10)
Conservation Status (definitions)
IUCN (Red List) Status Data Deficient (DD)
CITES No CITES Listing
Other International Status Data Deficient
National Status None
Regional Status None

 

View distribution map using BerkeleyMapper.

   

Descrição:
Esta espécie recentemente descrita pertence ao clado de H.polytaenius, grupo de H. pulchellus (Faivovich et al. 2005), no grupo de H. polytaenia, de acordo com a descrição original (Caramaschi e Cruz 2004). É relativamente pequena para o grupo (machos tendo 24-29 mm, fêmeas 33-34 mm de CRC). A cabeça é estreita e o corpo alongado. Tal como outros membros do clado de H. polytaenius, possui um dorsal padrão composto por listras marrons. É portador de uma crista supracloacal, mas o apêndice calcâneo é ausente. O focinho é arredondado em vista dorsal , olhos laterais e proeminentes, saco vocal desenvolvido, tímpano arredondado e pequeno, prega supratimpanica visível, atingindo o braço. Um único prepólex, com espinho curvado. Superfície dorsal lisa; barriga, ventre e superfície da cocha com granulações. Um simples saco vocal. Tubérculos metatarsais pequenos. Discos adesivos dos dedos pequenos.

Distribuição, Altitude, Habitat:
A espécie foi descrita recentemente e até 2006 era conhecida apenas da localidade tipo, em Poços de Caldas, 1.200 m s.n.m. sul de Minas Gerais (SE Brasil). Mas a sua distribuição foi ampliada cerca de 120 km ESE, para o município de Pedralva (Orrico e Luna Dias-Neto 2006). H. beckeri também é conhecida de Lambari, Carrancas e São Tomé das Letras (Acioli e Toledo, 2008) outra localidades de Minas Gerais. A espécie é mais comumente encontrada em dias chuvosos, em áreas abertas, perto de pequenos charcos temporários ou córregos permanentes com vegetação marginal composta por Poaceae e Cyperaceae, e pequenos arbustos, e menos comumente em borda de mata (pers. obs.).

História de Vida, Abundância, Atividade e Comportamentos Especiais:
Os machos desta espécie vocalizam durante a noite a partir de vegetação baixa. É encontrada em baixa densidade, depois de chuvas pesadas, e só no período chuvoso. Poucos exemplares foram coletados entre setembro e Março (Caramaschi e Cruz 2004; Orrico e Luna Dias-Neto 2006; pers. obs.). É provável que o modo reprodutivo seja semelhante a outros membros do clado de H. polytaenius com os ovos e os girinos exotróficos em ambientes lIenticos, isto é, o modo reprodutivo 1 Haddad e Prado (2005). Dados mais detalhados sobre a vida história, abundância são necessários para avaliar corretamente o estado de conservação desta espécie. Girinos são desconhecidas, embora a sua ecologia possa ser semelhante a outros membros do clado H. polytaenius (ver também a recente revisão de girinos do gênero Hypsiboas Kolenc et al. (2008) com a caracterização geral dos girinos do grupo H. pulchellus). O canto foi recentemente descrito por Acioli e Toledo (2008): as vocalizações são dadas esporadicamente, o canto de anúncio é composto de 2 notas, a primeira é maior e tem mais pulsos que a segunda, esta pode ser emitida ou não.

Tendências e Ameaças:
A sua distribuição geográfica está dentro de uma área protegida (como o Parque Estadual Nova Baden, em Lambari-MG). Flutuações populacionais parecem ser comuns.

Referências:
A lista de literatura citada encontra-se no fim do resumo em inglês.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Escrito por: Diogo Borges Provete, Departamento de Zoologia e Botânica, Universidade Estadual Paulista-SP (UNESP), Brasil, 2008-11-27
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------



Feedback or comments about this page.

 

Citation: AmphibiaWeb. 2017. <http://amphibiaweb.org> University of California, Berkeley, CA, USA. Accessed 22 Oct 2017.

AmphibiaWeb's policy on data use.