AMPHIBIAWEB
Aplastodiscus albosignatus
Bocaina TreeFrog, perereca-verde
family: Hylidae
subfamily: Hylinae
Taxonomic Notes: Berneck, Haddad,Lyra, Cruz and Faivovich [2016 Mol Phylog Evolution 97:213-223] show that topotypic specimens of Aplastodiscus albosignatus and Aplastodiscus callipygius are almost identical in studied DNA sequences and the taxa are inter-nested in phylogenetic analysis. The taxa are also morphologically similar. Accordingly, A. callipygius is treated as a junior synonym of A. albosignathus. AmphibiaWeb has a species account for A. albosignatus written in English and another for A. callypigius written in Portuguese. We have photographs attributed to both putative taxa. Everything is now presented as A. albosignatus, but readers should be aware of the need to revise the species accounts. AmphibiaWeb welcomes such a revision, in either English and Portuguese, or preferably both.

© 2004 Dr. Axel Kwet (1 of 21)
Conservation Status (definitions)
IUCN (Red List) Status Least Concern (LC)
CITES No CITES Listing
Other International Status None
National Status None
Regional Status None

Country distribution from AmphibiaWeb's database: Brazil

 

View distribution map using BerkeleyMapper.

   

Descrição:
Aplastodiscus callipygius é uma grande perereca (machos CRC 40 - 51 mm) que pertence ao grupo de espécie de A. albosignatus (Cruz e Peixoto 1985). O focinho é apontado em vista dorsal, cabeça mais ampla do que longa; os dentes vomerinos são presentes. Olhos grandes e proeminentes. Saco vocal grande. Tímpano distinto. O apêndice calcâneo é grande. Região cloacal com grandes grânulos, sem uma dobra. O padrnao de colorido dorsal é verde, assim como os músculos e ossos.

Os girinos foram descritos por Gomes (1996): corpo oval em vista dorsal, narinas reniformes, espiráculo sinitral, tubo anal dextral, músculo caudal grande, aparelho bucal ventral, LTRF 2 (2) / 4 (1), uma única camada de papilas marginais, papilas submarginais presentes.

Distribuição, Altitude, Habitat:
A. callipygius vive perto de córregos e riachos em florestas primárias e secundárias de crescimento tardio. A espécie é conhecida nos Estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, na sua localidade-tipo na Serra da Bocaina, São José do Barreiro-SP (1600 m asl), Campos do Jordão-SP, Itamonte-MG (1800 m), Camanducaia-MG (1500 m) e Itatiaia-RJ (1800 m) sudeste do Brasil (Cruz e Peixoto 1985, Gomes e Peixoto 1997).

História de Vida, Abundância, Atividade e Comportamentos Especiais:
Machos de Aplastodiscus callipygius vocalizam à noite de setembro a fevereiro, em margens lamacentas dos córregos e riachos no interior de florestas primárias, a oviposição ocorre em câmaras subterrâneas construídas (Modo Reprodutivo 5 de Haddad e Prado 2005). Gomes (1996) encontraram machos vocalizando em frestas de rochas. O canto de anúncio foi descrito por Abrunhosa et al. (2005): tem uma duração média de 0.3s, e é emitido com um intervalo entre cantos de 2.8s. A freqüência dominante corresponde à frequência fundamental (cerca de 0.8kHz) ou algumas vezes ao terceiro harmônico (cerca 2.4kHz).

Os girinos são bentónicas e podem ser encontrados em córregos estreitos, com fundo de argila. O recém - metamorphoseado mede 21 mm de CRC, tem alguns pontos negros no dorso (Gomes 1996).

As estratégias de defesa incluem levantamento corporal, cantos de agonia e camuflagem (Haddad et al. 2008).

Tendências e Ameaças:
Sua distribuição está dentro de várias áreas protegidas, tais como o Parque Nacional da Serra da Bocaina, em São José do Barreiro-SP, Parque Estadual de Campos do Jordão-SP e Parque Nacional de Itatiaia - RJ.

Referências:
A lista de literatura citada encontra-se no fim do resumo em inglês.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Escrito por: Diogo B. Provete, Universidade Estadual Paulista (SJ do Rio Preto), Brasil, 2009-01-27
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------



Feedback or comments about this page.

 

Citation: AmphibiaWeb. 2017. <http://amphibiaweb.org> University of California, Berkeley, CA, USA. Accessed 16 Oct 2017.

AmphibiaWeb's policy on data use.